terça-feira, 26 de julho de 2016

Uma bolsa, um mimo

Faço parte de alguns grupos no Facebook e em um deles fomos convidadas a participar de uma sala de aula gratuita.

Nossa professora, Cristina Borges, sempre super atenciosa, nos forneceu as medidas, molde e PAP.
Muitas já "entregaram" a tarefa, com muitas coisas lindas tendo brotado de apenas 1 ideia.

Fiz a minha utilizando materiais que já tinha em casa e que nunca realmente pude usar por vários motivos.

Depois de 3 dias, eis que essa coisa linda nasceu:







E já foi lá pra lojinha:

www.elo7.com.br/tecidosefios

sexta-feira, 8 de julho de 2016

Manta de patchwork - ou arco-íris em tecidos

Recebi uma foto de referência de uma  amiga que queria uma colcha de patchwork.

Aceitei a empreitada com muito gosto.
Na verdade nem queria mandar a peça pra dona, rsrsrs...


Tive que estendê-la no chão pra alinhavar tudo antes de ir quiltar à máquina




Na reta final: a aplicação de fita de tecido pra arrematar todo o quilt



A belezura pronta! Coisa mais linda...




Dobradinha pra seguir viagem
Ah, mas como eu queria que fosse minha...

sexta-feira, 27 de maio de 2016

Organizador de bolsa

Tecidos cortados e estruturados



Essa é a cara da coisa pronta, que ficou linda e mamis adorou ^_^









Ele ficou bem grande


Decidi apenas entretelar o tecido externo e não aplicar manta acrílica pra não deixá-lo muito volumoso, somente estruturado.


Ficou fofo, não?



E o que será que sairá daqui? =D

domingo, 8 de maio de 2016

Bolsa em batik

Essa bolsa era assim:


Direito

 

Avesso



Me incomodava que fosse tão molenga, sem estrutura. E a forma de construção dessas alças deixava ela meio esquisita quando fechada.
Então, lá fui eu com meu desmanchador de pontos  >_<


Na tábua de passar, após descosturada




Direito e forro desmanchados e passados, antes de acrescentar a manta R1 pra estruturar a peça




Uni as pontas das alças, fechando um círculo, remontei-a e fechei-a.


E essa coisa linda ficou assim:





Foi amor à segunda vista!

domingo, 1 de maio de 2016

Trapilho!

Crédito da imagem: https://www.lojafiodeouro.com.br/


Em 2008 essa foi uma das postagens que mais bombaram aqui no blog, então decidi que seria interessante fazer uma retomada e mostrar alguma novidade =)

Descobri que temos, atualmente, 4 fabricantes desse tipo de fios:


Devo dizer que há muitos meses que não trabalho com minhas agulhas e quase alguns anos que não compro fios e linhas pra tricotar ou crochetar ("cê jura??? não é possível!!!") então não tenho como atestar qualidade dos fios nem falar sobre preços.

Dêem uma olhada pela internet, pesquisem bem antes de comprar e, caso tenham comprado e tecido algo com eles, podem voltar e deixar suas impressões nos comentários!

Outra coisa que descobri através de uma fonte que nada tem a ver com manualidades foi a marca Tapetes Medusa. Pelo que vi nas fotos, o material utilizado é exatamente os fios de malha. Nesse caso, o que eles usam é a sobra da indústria, que seria simplesmente descartada, e fabricam tanto os tapetes prontos pra comprar como também um kit pra quem quer produzir o seu próprio tapete.
Achei uma iniciativa bacana.

Seguem alguns links pra vocês visitarem:





Esse eu achei tão mimoso!



São muitos trabalhos lindos!

E pra fechar, umas imagens lindas de peças confeccionadas utilizando esses fios:



Crédito da imagem: http://armarinhosaojose.blogspot.com.br/2013/08/trapilhofio-de-malha.html




Crédito da imagem: http://patifioselinhas.blogspot.com.br/ - essa moça faz coisas LINDAS! Vale a pena olhar tudo o que ela postou




Crédito da imagem: http://artesanatotricoecroche.blogspot.com.br/




Crédito da imagem: http://bellezasul.blogspot.com.br/2013/09/bolsas-em-croche-fios-de-malha.html




Crédito da imagem: http://montevcmesmo.blogspot.com.br/2012/05/ideia-para-o-fio-de-malha-puff-feito-em.html




Crédito da imagem: Pinterest

Obs.: Tô ganhando nada pra postar isso, viu gente?

quinta-feira, 21 de abril de 2016

Roupas do coração....

Pela primeira vez na vida entrei numa loja de roupas e não quis sair por nada nesse mundo...
Eu não conhecia a Antix e não me arrependo por ter ido curiosar do que se tratava aquela vitrine tão fofa do Shopping Jundiaí....

Até o catálogo é lindoooooo demais!!!!












 Essas são apenas algumas das minhas peças favoritas... Eu me derreti na loja, amei tanta fofurice junta!

P.S.: Reparem nos detalhes das estampas... É muito amor!

terça-feira, 19 de abril de 2016

Máquinas de Costura

Eu nunca havia costurado de verdade até conhecer meu marido, 9 anos atrás, e viajar pra seu país natal, a Bélgica.

Um lugar lindo, onde me senti em casa assim que cheguei, apesar de ser final de inverno naquela época (a gente aqui sabe NADA do que é frio de verdade...).

Ele havia assistido a uma cerimônia de casamento onde os convidados foram incentivados a comprar roupas típicas indianas - nacionalidade do noivo - e manteve-as após o evento, ainda que nunca mais as tivesse usado.

Um dia pegou sua máquina de costura (sim! O bofe é prendadíssimo!) e disse-me: "Que tal você tentar alterar essa camisa? Você tá entediada (estava mesmo.... é difícil sair pra passear no inverno europeu, sem falar o idioma local - não, nem todos falam inglês por lá - e sem ter ideia de aonde ir) e talvez encontre uma nova habilidade manual"

Desnecessário dizer que nada proveitoso saiu naquela manhã e a camisa terminou no lixo por eu ainda não ser capaz de enxergar possibilidades de transformação em roupas prontas, na época.

Desconstruímos esse sling:


...pra que eu tentasse reproduzi-lo. E minha tentativa foi relativamente bem-sucedida, com direito a tecido mal cortado e costuras tortas.

Após nos casarmos e voltarmos pro Brasil, uma das primeiras coisas que compramos foi uma Singer Facilita



Comecei a costurar coisas muuuuuito básicas e fáceis, que estão no começo do blog, mas ainda era mais focada no crochê, que era o que eu tinha mais facilidade em fazer (afinal, já crochetava desde os 9 anos).

Essa peça, produzida na Facilita, continua sendo uma das minhas favoritas em termos de acabamento (e foi dada pra minha amiga-da-vida-toda com muito prazer).

Alguns anos depois, fiz meu primeiro curso de modelagem, corte e costura pra iniciantes, no Senac, e amava passar os sábados inteiros fazendo cálculos, traçando moldes, passando-os pro tecido e costurando as peças. Juro, nem gostava da pausa pro almoço =P

Infelizmente minha vida ficou bem mais corrida, com 2 filhotes pra cuidar, mais a casa e todo o trálálá que envolve ser mãe e dona de casa, e não pude fazer mais cursos, nem praticar tudo o que aprendi.... e acabei deixando isso um pouco de lado, inclusive blogar tornou-se quase impossível... Foi pena eu não registrar as aulas em fotos, pois foram uma delícia!

Recentemente, após decidir não retornar ao trabalho finda minha licença-maternidade, resolvi investir em máquinas mais robustas pois minha intenção agora é trabalhar apenas com costuras, que é o que realmente amo fazer (junto com o crochê, o tricô, e desenhar).

Eis minhas lindas ogrinhas (rsrs):





Foi nelas que produzi os caminhos de mesa do último post, tanto que na reta ainda está a mesma linha vermelha usada na segunda peça.

Isso é o que penso em fazer enquanto dou tempo à eu mesma pra estudar modelagem novamente, antes de simplesmente ir metendo a cara em fazer roupas.

E que venham mais encomendas!

domingo, 17 de abril de 2016

Costuras

Há alguns dias uma amiga artesã pediu-me pra fazer dois caminhos de mesa com seus tecidos, que ela trouxe pra mim.

Após deixar de molho os tecidos com os quais eu faria os barrados (pois eram de algodão e eu não queria que encolhessem depois de costurados, nem que "sangrassem" quando lavados), lá fui eu procurar um bom tutorial de como fazer cantos mitrados perfeitos, tanto no avesso quando no direito.

Eis que me deparo com esse aqui, super bem explicado:

https://www.youtube.com/watch?v=HeB7jr79ppA

E os caminhos de mesa ficaram assim:








"Aaaaahhhh, mas vai entregar o trabalho sem passar, dona Carolina??!?!?!?"
Queridos, esses tecidos foram passados, acreditem-me. Mas só de olhar para os benditos eles já se amarfanhavam >_<
Os vincos de dobras são resultado do meu esquecimento em fotografá-los logo após concluídos, pois eles estavam já embalados pra dona vir buscá-los.

Fiquei muito satisfeita com o resultado, e mais ainda quando minha amiga ficou tão feliz ao ver o trabalho pronto =)

É muito provável que as costurices continuem daqui em diante =D

terça-feira, 29 de março de 2016

Hiatus infinitus....

Pra variar a vida me parou um bom tanto, me afastei da blogosfera e ando dando um tempo pra minha cabeça - afinal, cuidar de 3 meninos não é moleza!

Vamos ver o que o futuro reserva :)