quarta-feira, 28 de julho de 2010

I-Cord

Bom dia moças,

Infelizmente, no presente momento, minha câmera está sem bateria e não encontrei o carregador, o que significa que o post de hoje não tem fotos ilustrativas :P

Mas assim que possível atualizarei o post com as respectivas fotos.

Bem, seguindo o título, tentei (e consegui!) fazer o tão famoso I-cord. O título do post é um link para o vídeo do youtube no qual me baseei pra tecer essa coisinha tão simples.

Mesmo pra quem não entende lhufas de Inglês, está numa boa resolução e a moça demonstra de forma bem clara o PAP de como fazer esse cordão. Provavelmente deve haver vídeos em Português, mas como eu tava passeando pelo site da Garnstudio meu cérebro recusou-se a voltar a língua-mãe e fiz a busca em Inglês mesmo...

O que descobri quando fiz uma amostra do I-cord:

1 - Como não tenho agulhas de duas pontas (tá na lista...) usei uma circular, mesmo. Funciona perfeitamente, mas deve ser muito mais prático usar as primeiras. O fio de nylon atrapalha um pouco por querer ficar entrando no meio do caminho, e ter que ficar deslizando o trabalho por ele o tempo todo é um pé... Quando tiver meu jogo de duas pontas, vou repetir a experiência só pra saber quanto tempo há de diferença entre tecer com uma e com outras.

2 - Ela diz pra puxar o fio que sobra (sabe quando a gente monta os pontos na agulha e fica aquele rabinho? É esse mesmo), mas puxar MESMO. Fiquei com receio de fazer isso nas primeiras carreiras e o trabalho não fechou - e esse é justamente o passo que forma o cordão. Nas carreiras seguintes, puxei com fé e ficou perfeito!

3 - Ela também sugere usar fios mais finos (numa espessura em que se use agulhas 2 a 3 mm) e diz que pode-se montar 4 pontos na agulha, mas ela prefere 3 (o cordão fica mais "enxuto", gostei mais assim). A recomendação de fios mais finos eu entendo e concordo, pois o cordão fica mais delicado. É claro que de você usar um fio mais grosso pra um projeto no qual queira aplicar o I-cord depois, nada mais lógico que continuar utilizando o mesmo fio com as mesmas agulhas (ou menores, dependendo do quão fechado queira o ponto) pra não fazer carnaval - a não ser que seja essa a sua intenção.

Vou guardar essa amostra da maneira que está, sem desfazer as carreiras em aberto, pra poder fotografar e  mostrar o que acontece.

Há também um acabamento em que se tece o I-cord nas bordas desejadas de um trabalho pra se obter um look mais profissional. Ainda vou dominar melhor a ténica inicial pra depois me aventurar com isso :P.

As possibilidades de aplicação desse cordãozinho são infinitas: colares, costurar o cordão pronto numa blusa ou bolsa (ou o que mais desejar), fazer acabamento de barras/golas/etc em diversas peças de vestuário e o que mais a criatividade mandar!

É só procurar no google por imagens com o nome I-cord e vocês verão quantas idéias legais.

Fica aqui minha sugestão :D


Abraço

2 comentários:

  1. Obrigada pelo carinho Carolina, seu blog é lindo !!!

    bjo...

    ResponderExcluir
  2. Obrigada por compartilhar, achei muito legal. Sabe, acho que é a mesma coisa que fazer no tear redondinho. Depois vou postar um foto pra vc ver, fica como uma cordinha mesmo. Beijos!

    ResponderExcluir

Fique à vontade, este espaço é todo seu!
Não se acanhe em fazer críticas, afinal estamos todos aprendendo.
E não se esqueça de deixar seu e-mail ou endereço do seu blog para que eu possa responder e/ou visitá-lo.

Abraços

Carolina